Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2016 > Fevereiro > Barbosa participa do Dia Nacional de Mobilização Zika Zero

Notícias

Barbosa participa do Dia Nacional de Mobilização Zika Zero

Em Belo Horizonte, ministro afirmou que não faltarão recursos para combate ao mosquito Aedes aegypti
publicado: 13/02/2016 13h38 última modificação: 15/02/2016 09h44


Ministro Nelson Barbosa caminha em Belo Horizonte na Mobilização Nacional Zika Zero


ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, esteve neste sábado (13) em Belo Horizonte (MG) para participar do Dia Nacional de Mobilização Zika Zero. A iniciativa faz parte de ação promovida pelo governo federal em todo o país para combate ao mosquito transmissor do vírus Zika, da dengue e da chikungunya.

 Pela manhã, Barbosa visitou o Centro de Saúde São José Operário, na região leste da capital mineira. Na ocasião, o ministro aproveitou para lembrar, ao lado do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, e do Secretário do Governo de Minas Gerais, Odair Cunha, que o combate ao mosquito é uma questão que une todas as esferas do governo. Barbosa citou que a estratégia do governo federal possui três frentes: o desenvolvimento de uma vacina, a eliminação dos focos de disseminação do mosquito e o apoio à população afetada. 

Ministro Nelson Barbosa caminha em Belo Horizonte na Mobilização Nacional Zika Zero


 O ministro ressaltou que, até que a vacina seja desenvolvida, o principal desafio é combater a disseminação do Aedes. "Se cada um dedicar cinco minutos do seu dia pra verificar onde é que pode ter um foco de água parada, um foco de germinação desse mosquito, nós vamos conseguir diminuir bastante a incidência dessa doença e vamos conseguir evitar isso de uma maneira mais eficiente. Esse é o desafio, essa é nossa frente de ação", afirmou. Barbosa acompanhou ainda a visita dos agentes de saúde a três residências no bairro Nova Vista, que inspecionaram os locais para encontrar possíveis criadouros do mosquito.

 Barbosa disse que a luta contra o Aedes é prioridade nacional e não faltarão recursos. "Nós também estamos prestando todo o cuidado às pessoas que foram afetadas pelo [vírus] Zika, tanto as pessoas que estão sofrendo as consequências da doença como as crianças que eventualmente podem ter sido afetadas."

 Pé na estrada

O secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Dyogo Oliveira, também participou do Dia Nacional de Mobilização Zika Zero. Dyogo visitou a cidade de Luziânia (GO), onde reuniu-se com o prefeito Cristovão Tormin e participou de vistoria a uma residência.


“Hoje foi o dia de sair das planilhas, das tabelas, e botar o pé na estrada mesmo”, disse Oliveira. “Acho que o importante hoje é essa demonstração de unidade nacional, de que o país está atento a isso, está trabalhando para combater o mosquito. É claro que é uma ação que depende de todas as pessoas, Não é uma ação que só um agente ou outro vá resolver”, observou o secretário.

 No Ministério da Fazenda, desde janeiro tem sido promovidas diversas ações de combate ao mosquito transmissor. Foi feito um mutirão de limpeza dos edifícios, bem como a capacitação de mais de mil servidores em 13 Estados e campanhas de comunicação interna para conscientização dos funcionários. Todas as plantas do edifício-sede foram etiquetadas com nome e ramal do responsável por seu monitoramento. Além disso, a Escola de Administração Fazendária (Esaf) promoveu palestra on-line com a bióloga Tatiana Ázara, coordenadora-geral do Programa Nacional de Controle da Dengue do Ministério da Saúde.

 Zika Zero

O Dia Nacional de Mobilização Zika Zero contou com a participação de todos os órgãos do governo federal, além dos governos estaduais e municipais. A campanha teve a participação de mais de 220 mil militares, 46 mil agentes de endemia, 266 mil agentes comunitários de saúde e funcionários dos Correios, que distribuíram materiais informativos sobre como prevenir e eliminar os criadouros dos mosquitos.

 A mobilização passou por mais de 350 municípios, dentre os quais estão as 115 cidades consideradas prioritárias,  que tiveram incidência de dengue acima de 100 casos para cada 100 mil habitantes no último bimestre de 2015.

 Está programada uma nova ação entre os dias 15 e 18 de fevereiro. No período, 50 mil militares atuarão no combate ao mosquito, inclusive com a aplicação de larvicidas e inseticidas.


Ouça aqui a fala do ministro a agentes de saúde, em Belo Horizonte (MG)

Acesse aqui a cobertura fotográfica

registrado em: