PMIMF


Histórico

 

As etapas e os principais produtos intermediários já entregues pela frente de trabalho, contabilizando dois ciclos de planejamento integrado no MF, podem ser visualizados na figura “Etapas executadas na Frente de Planejamento Estratégico do MF:

etapas-planejamento-estrategico-mf-1.jpg

Figura 1 - Principais etapas executadas na Frente de Planejamento Estratégico

 

As ações/atividades da frente foram iniciadas em 1º de julho de 2011,  com a participação das principais autoridades dos órgãos do MF (Gabinete do Ministro, Secretaria Executiva, STN, RFB, SPE, SEAE, SAIN, ESAF, PGFN, CARF, COAF e CONFAZ).

A primeira etapa “realização de Diagnóstico Estratégico” teve como objetivo compreender e analisar a atual situação de planejamento estratégico no MF. A metodologia utilizada foi participativa, na qual os atores do MF foram os principais agentes no processo de entendimento de cada Órgão, por meio de entrevistas com os dirigentes máximos, encontros com os gestores e aplicação de questionários.

Em paralelo à etapa de realização do Diagnóstico Estratégico foi instituído um novo Modelo de Governança para o Ministério com a criação do Comitê Estratégico de Gestão (CEG) e de órgãos associados a ele: Comitê de Tecnologia da Informação e Comunicação – CTIC, Comissão Técnica de Gestão de Pessoas - CTGP e Rede de Inovação da Gestão, que atuam nas outras frentes do PMIMF: TI, Pessoas, Projetos e Processos, respectivamente.

A figura a seguir expressa o novo organograma do MF:    


Modelo de Governança do Ministério da Fazenda

Figura 2-  “Novo organograma do MF”

 

Após a elaboração do Diagnóstico Estratégico foi possível definir uma metodologia adequada e simplificada para o processo de planejamento a ser institucionalizado no Ministério, que pode ser visualizado no ciclo expresso na figura "Ciclo do Processo de Planejamento Estratégico do MF":

graf_plan_estrat2.png

Figura 3 - Ciclo do Processo de Planejamento Estratégico do MF

 

1º ciclo de Planejamento Estratégico integrado do Ministério da Fazenda - 2012

 A primeira etapa do ciclo de planejamento estratégico “declaração da estratégia” foi executada por meio de processo coletivo envolvendo os órgãos do MF em oficinas de trabalho,  onde foram definidas a missão, os desafios estratégicos e as 14 (catorze) diretrizes estratégicas do MF.  

A declaração das estratégias do Ministério (missão e diretrizes estratégicas), bem com a instituição dos grupos associados ao Comitê Estratégico de Gestão do MF - CEG (CTIC, CTGP e Rede de Inovação da Gestão) foram aprovadas na 1ª reunião do Comitê Estratégico de Gestão, em 13 de dezembro de 2011, e formalizadas pela Resolução CEG nº 01/2012.

 

A Missão do MF foi assim declarada:

 “Formular políticas econômicas para o desenvolvimento sustentável, com justiça fiscal e equilíbrio das contas públicas”.

Abaixo pode-se visualizar a matriz das 14 diretrizes estratégicas associadas aos desafios estratégicos do MF:

graf_plan_tb1.png


graf_plan_tb2.png

Dando prosseguimento a execução do 1º ciclo de planejamento estratégico, com vistas à elaboração do Plano de Ação Global do Ministério (Projetos Estratégicos e Atividades Prioritárias), ao longo dos meses de abril e maio de 2012 foram realizadas 6 (seis) oficinas de Planejamento Estratégico para tradução da estratégia em ação, ou seja, a identificação de Projetos Estratégicos Corporativos associados às 14 diretrizes estratégicas do MF aprovadas pelo CEG em dezembro de 2011.

A Figura abaixo demonstra resumidamente todo o processo realizado nas 6 Oficinas.


ident_de_anal_pec.jpg

Figura - Identificação e análise dos PEC’s

As seis oficinas tiveram como produto final o portfólio com 39 Projetos Estratégicos Corporativos do Ministério da Fazenda que posteriormente foi aprovado em reunião extraordinária do Comitê Estratégico de Gestão, em 25 de junho de 2012, por meio da Resolução CEG nº 02/2012, Anexo I.

De julho a setembro de 2012 os líderes dos PEC’s empreenderam esforços para a elaboração dos planos detalhados de seus projetos, seguindo a metodologia de gerenciamento de projetos constante do Modelo de Governança e Operacionalização da Inovação de Gestão no MF.

Os planos detalhados dos PEC’s foram encaminhados, devidamente aprovados pelos respectivos patrocinadores, ao Escritório de Inovação da Gestão da SGE, com foco em projetos (Escritório de Projetos), responsável pela consolidação das informações em base única e disponibilização aos interessados autorizados.


Do Monitoramento da Carteira de Projetos Estratégicos Corporativos (PECs) do MF em 2012

Nos meses de novembro e dezembro de 2012, fechando as etapas do 1º ciclo de Planejamento Estratégico integrado do MF, houve a execução da etapa de monitoramento dos Projetos Estratégicos Corporativos do MF, com a realização das seguintes atividades pela Coordenação-Geral de Desenvolvimento Institucional e Programas de Gestão da SGE, com o apoio da Fundação Getúlio Vargas:

Entre os dias 1º e 9 de novembro de 2012, realização de reuniões de monitoramento dos Projetos Estratégicos Corporativos do MF (PEC’s), com a participação de líderes de projetos dos órgãos que possuem PEC’s e de membros da Rede de Inovação.

As informações resultantes desses encontros foram apresentadas no Workshop para apresentação dos resultados da monitoração da Carteira de PEC's do MF e outras informações do PMIMF, realizado em 13/11/2012, no auditório da FGV-Brasília.

O evento contou com representantes, membros da Rede de Inovação e líderes de projetos de todos os órgãos do MF que participam do PMIMF.

Além dos próximos passos do PMIMF para o final de 2012 e ano de 2013, equipe da SGE apresentou os painéis com informações da Carteira de PEC’s que foram encaminhadas aos membros do Comitê Estratégico de Gestão (CEG).

Após a realização desses eventos de monitoramento os próximos passos empreendidos pelas equipes da CODIP/SGE/SE e da FGV foram:

  •    Reflexão e avaliação sobre o processo de planejamento estratégico – 1º ciclo – 2012; e

  •    Discussão e elaboração do desenho do processo de planejamento estratégico – 2º ciclo – 2013.


2º ciclo de Planejamento Estratégico integrado do Ministério da Fazenda em 2013

No contexto do 2º ciclo de Planejamento Estratégico do MF a seguir serão apresentados as etapas e os trabalhos iniciados em fevereiro de 2013, cujos objetivos principais foram:

  • Discutir, elaborar e aprovar a Visão de Futuro do MF para 2018 e seus direcionadores; e
  • Modificar a Carteira de Projetos Estratégicos Corporativos (PEC) do MF.


A figura  a seguir ilustra as etapas desenvolvidas no 2º Ciclo de Planejamento Estratégico do MF:

etapas_plan_est.jpg


A “Visão de Futuro do MF para 2018, seus direcionadores e a modificação na Carteira de PECs do Ministério” foram construídos de forma coletiva, a partir do estabelecimento de um amplo debate com representantes dos órgãos do Ministério alcançados pelo PMIMF, conforme demonstra a figura  “das etapas do 2º ciclo de Planejamento Estratégico do MF”, cujas atividades são detalhada a seguir:

1. Eventos de mobilização: Foram realizadas 4 palestras sensibilizadoras no mês de março de 2013 sobre temas relativos a gestão com o intuito de mobilizar as pessoas e instigá-las a participar das discussões sobre a visão de futuro do MF (com o apoio de especialistas da EBAPE/FGV):

palestras.jpg

 

2. Entrevista com Dirigentes: Foram realizadas entrevistas individuais com os dirigentes máximos dos órgãos alcançados pelo PMIMF entre os meses de fevereiro e março de 2013 para avaliar duas questões centrais (com apoio metodológico da EBAPE-FGV):

     a.  A percepção do dirigente a respeito da visão de futuro do MF para os próximos 5 anos; e

     b. Identificação de ações, caso estivessem em curso nos próximos 2 anos, que corroborassem com o cumprimento da visão de futuro;

3. Oficinas com equipes técnicas: Realizadas 3 Oficinas de Planejamento, nos dias 08 e 09/04/2013, 19/04/2013 e 29/04/2013, na ESAF, com a participação das equipes técnicas dos órgãos alcançados peço PMIMF para discussão da visão de futuro do MF de seus direcionadores estratégicos e para organização de ações em projetos.

A figura abaixo apresenta o fluxo com os resultados dos trabalhos de cada etapa deste ciclo:

fluxo_-trabalhos.jpg

 

Os resultados dos trabalhos técnicos das oficinas foram consolidados e submetidos a avaliação e aprovação do Comitê Estratégico de Gestão (CEG) em reunião ordinária realizada em 05 de julho de 2013, abaixo apresentamos os documentos aprovados pelo CEG por meio da Resolução nº 03, de 05 de julho de 2013: o texto sintético da Visão de Futuro do MF para 2018, os direcionadores estratégicos (críticos) para a Visão de Futuro e a Carteira de Projetos Estratégicos Corporativos (PECs) modificada:

 Visão de Futuro do MF para 2018

O Ministério da Fazenda apresenta-se fortalecido na sua capacidade de formulação e implementação de políticas econômicas, orientado pela modernização e simplificação do modelo tributário nacional, pela transparência e qualidade do gasto público, pela maior inserção do país no cenário internacional e pela promoção do desenvolvimento socioeconômico, a partir de uma atuação integrada”.

 As categorias dos Direcionadores Críticos para a Visão de Futuro do MF:

categorias_direcionadores.jpg

Os Direcionadores Críticos para a Visão de Futuro do MF

Categoria 1: Organização e Dinâmica Organizacional (continuação)

 categorias_direcionadores1.jpg

Categoria 2: Relacionamentos Institucionais (AP) e com a Sociedade

 categorias_direcionadores2.1.jpg

categorias_direcionadores2.2.jpg

 Categoria 3: Tecnologia, Processo de Trabalho e Pessoas

 categorias_direcionadores3.1.jpg

categorias_direcionadores3.2.jpg

Além disso, em novembro de 2013 foi aberta mais uma janela de oportunidade para que os órgãos do MF propusessem modificações na Carteira de PEC’s. As modificações propostas pelos órgãos foram então avaliadas tecnicamente pela CODIP/SGE para falar da sua conformidade e em seguida submetidas ao CEG para fins de aprovação no contexto da execução da 2ª Reunião Ordinária daquele colegiado, que ocorreu no dia 09/12/2013. O CEG manifestou-se pela aprovação das propostas em análise por meio da Resolução CEG nº 04/2013.

Observa-se que a Carteira de Projetos Estratégicos Corporativos do Ministério da Fazenda (PEC’s), publicadas pelas pelas resoluções supracitadas, tem o acesso restrito aos patrocinadores, líderes dos projetos e suas equipes, aos membros do CEG e ao Escritório de Projetos da SGE.