Você está aqui: Página Inicial > PMIMF > Frentes de Atuação > Gestão de Riscos > Notícias da Frente de Gestão de Riscos > Conheça a Política de Riscos do MF e o Regimento Interno do CGRCI

Notícias

Conheça a Política de Riscos do MF e o Regimento Interno do CGRCI

FRENTE DE GESTÃO DE RISCOS

O Comitê de Gestão de Riscos, Controle e Integridade (CGRCI) é a instância criada pelo Comitê de Gestão Estratégica (CEG) para discutir e formular políticas relativas aos temas riscos, controles e integridade
publicado: 18/05/2017 14h02 última modificação: 18/05/2017 14h02

A Frente de Riscos começou o ano com diversas ações estruturantes. A principal conquista, até o momento, foi o lançamento da Política de Riscos do MF, publicada no D.O.U em 10 de maio de 2017. Esse trabalho foi fruto da construção coletiva dos órgãos fazendários no âmbito do PMIMF. Para a elaboração da Política de Riscos foi formado um Grupo de Trabalho específico composto por especialistas do MF que lidam diariamente com o tema.

O GT se reuniu em cinco encontros e mais três dias de imersão finais para chegar ao consenso. O processo de elaboração envolveu intensas discussões desde questões conceituais até aos objetivos pretendidos com a implantação da política. Ao final do período de aproximadamente quatro meses de construção, a minuta da política foi submetida para apreciação do Comitê de Gestão de Riscos, Controle e Integridade (CGRCI). O CGRCI realizou os últimos ajustes necessários,  com a participação dos representantes dos 17 órgãos participantes do PMIMF.

Combinado com esse produto, no mês de abril, o CGRCI teve como pauta a discussão de seu Regimento Interno. A publicação do Regimento Interno ocorreu em 4 de maio de 2017 no Boletim de Pessoal do MF, substituindo versão anterior de 2014. O documento trata de pontos relevantes para a operacionalização da gestão de riscos, controles internos e integridade no Ministério. Entre eles, destaca-se a previsão de realização de reuniões bimensais – começando no mês de junho - para tratar de assuntos como riscos, compliance, controle interno, integridade, segurança, entre outros.