Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Outubro > Tesouro anuncia Resultado Final da Operação de Gerenciamento de Passivo Externo em dólares

Notícias

Tesouro anuncia Resultado Final da Operação de Gerenciamento de Passivo Externo em dólares

Nota à imprensa

Emissão foi colocada ao preço de 99,603% do seu valor de face, com taxa de retorno para o investidor de 4,675% a.a
publicado: 05/10/2017 16h50 última modificação: 05/10/2017 16h56

Brasília. O Tesouro Nacional informa o resultado final da operação de emissão de bônus, combinada com gerenciamento de passivo externo. O novo bônus da República, denominado GLOBAL 2028, foi emitido no valor de US$ 3 bilhões. O título, com vencimento em 13 de janeiro de 2028, foi emitido com cupom de juros de 4,625% a.a e com spread de 235 pontos-base acima da Treasury (título do Tesouro americano). A emissão, liderada pelos bancos Deutsche Bank, Itau BBA e Santander, foi colocada ao preço de 99,603% do seu valor de face, resultando em uma taxa de retorno para o investidor de 4,675% a.a. A liquidação financeira ocorrerá em 13 de outubro de 2017 e os cupons serão pagos nos dias 13 de janeiro e 13 de julho de cada ano. 

Dos US$3 bilhões emitidos, US$1,5 bilhão refere-se à parcela a ser liquidada mediante pagamento em dinheiro. O montante remanescente, de US$1,5 bilhão, será liquidado mediante pagamento em títulos antigos. Adicionalmente, foram recomprados US$419 milhões de títulos antigos que serão liquidados mediante pagamento em dinheiro, conforme quadro abaixo.

Tabela STN

05 de outubro de 2017. 

            Essa comunicação não constitui oferta para vender ou solicitação de oferta para comprar, nem haverá qualquer venda de títulos referenciada nessa comunicação em qualquer Estado ou jurisdição na qual tal oferta, solicitação ou venda seria considerada ilegal se emitida antes do devido registro ou qualificação sob as leis que regulamentam a emissão de títulos de quaisquer dos referidos Estado ou jurisdição. Qualquer oferta pública de bônus globais a ser feita nos Estados Unidos será executada por meio de um suplemento ao prospecto do Brasil contido em sua declaração de registro firmada junto a SEC – Securities and Exchange Commission – e que contém informação detalhada sobre o Brasil e os bônus globais.