Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > Novembro > Comitê Estratégico de Gestão debate revisão do Mapa Estratégico do Ministério da Fazenda

Notícias

Comitê Estratégico de Gestão debate revisão do Mapa Estratégico do Ministério da Fazenda

Durante reunião, apresentou recentes decisões do TCU e da CGU que impactam na governança ministerial
publicado: 29/11/2017 12h42 última modificação: 23/04/2018 13h55

A reunião ordinária de 2017 do Comitê Estratégico de Gestão do Ministério da Fazenda (CEG) foi realizada, na manhã desta quarta-feira (29), no edifício-sede do órgão em Brasília. Estiveram presentes titulares de órgãos e secretarias vinculados à Fazenda.

Inicialmente, foram debatidas minutas que levarão à revisão de três documentos: a Cadeia de Valor Integrada, a Carteira de Projetos Estratégicos Corporativos e o Mapa Estratégico do Ministério da Fazenda. Discutiu-se também esboço do Modelo de Relacionamento para a Gestão de Riscos no âmbito ministerial. Os titulares dos órgãos e entidades tiveram a oportunidade de fazer sugestões aos projetos, para que sejam atendidas necessidades específicas de cada área.

Por fim, foram apresentadas decisões e normas recentes que geram impacto no modelo de governança ministerial e nas prestações de contas anuais ao TCU e à CGU: o Decreto nº 9.203, de 22 de novembro de 2017, que dispõe sobre a política de governança da administração pública, e o Acórdão Nº 2434/2017 do Plenário do TCU.

A reunião foi presidida pelo secretário executivo, Eduardo Guardia, e coordenada pela subsecretária de Gestão Estratégica, Juliêta Verleun, que é também a secretária executiva do Comitê.

Comitê Estratégico de Gestão

Instituído em julho de 2011, o Comitê Estratégico de Gestão do Ministério da Fazenda teve composição e competências alteradas por portaria publicada em novembro de 2016. Destacam-se entre as atribuições do Comitê as diversas competências relacionadas ao Planejamento Estratégico ministerial, que tem por princípio, entre outros, a busca da integração e convergência do planejamento das diversas áreas do MF à estratégia institucional.

Com representatividade ampla, o CEG é composto por titulares de quinze órgãos e entidades vinculadas ao MInistério da Fazenda: PGFN, Gabinete do Ministro, Esaf, Carf, Coaf, CVM, Susep e Previc, além das Secretarias Executiva, da Receita Federal do Brasil, do Tesouro Nacional, de Política Econômica, de Assuntos Internacionais, de Acompanhamento Econômico e de Previdência, nos termos da Portaria nº 437 de 2016.