Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2016 > Março > Barbosa participa de debate com lideranças sindicais promovido pelo Instituto Lula

Notícias

Barbosa participa de debate com lideranças sindicais promovido pelo Instituto Lula

Agenda em São Paulo incluiu encontros com representantes do mercado financeiro
publicado: 10/03/2016 20h08 última modificação: 19/04/2016 10h17

O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa cumpriu agenda, nesta quinta-feira (10/03), em São Paulo, onde participou de um debate sobre política econômica com líderes sindicais, economistas, parlamentares e políticos convidados pelo Instituto Lula. 

No encontro, Barbosa apresentou as principais propostas do governo, com medidas de curto e de longo prazo, anunciadas pelo ministro em 19/02, em Brasília. O ministro detalhou as ações do governo até agora e ouviu sugestões sobre a política econômica. 

O ministro enfatizou que há um consenso de que é preciso discutir a reforma da previdência. Para o ministro, essa reforma passa por um processo de diálogo. “Esse é um processo continuo de debate com as principais lideranças do Brasil”. 

“Todo mundo concorda que o tema principal, hoje, é recuperar renda e recuperar o emprego”, afirmou. Barbosa explicou que o governo precisa ter espaço para atuar, tanto com crédito para estimular a economia, como já vem fazendo, quanto no lado fiscal, para desenvolver seus principais programas. 

O ministro destacou que, ainda que as reformas de longo prazo tenham impacto fiscal somente no futuro, os efeitos positivos na economia já poderão ser sentidos agora. “É neste contexto que reformas de longo prazo ajudam o governo a manter o espaço fiscal de curto prazo, para ter os recursos para criar a geração de emprego e a geração de renda”. 

A proposta de auxílio aos Estados e Municípios, em construção com governadores, também deverá contribuir para estimular a economia nos estados. “O alongamento da dívida vai dar um espaço para que governadores possam cumprir com seus compromissos e, principalmente, retomar o investimento”. 

Questionado sobre o cenário de instabilidade política, Barbosa disse que “a polarização política atrapalha, mas nós temos que continuar com esse processo de diálogo e de construção, porque é conversando que a gente vai conseguir resolver nossos problemas”. 

Ainda na quinta-feira, o ministro teve reuniões com representantes do mercado financeiro. Barbosa se reuniu com o presidente do JP Morgan, José Berenguer, o presidente do Santander Brasil, Sérgio Rial, e o CEO do Banco Brasil Plural, Rodolfo Riechert, CEO do Banco Brasil Plural.