Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > Maio > Levy: "Brasil venceu muitas etapas e agora é hora de avanços estruturais”

Notícias

Levy: "Brasil venceu muitas etapas e agora é hora de avanços estruturais”

Ministro defende reforma tributária, agenda forte de concessões e aumento da competitividade. Segundo ele, o Brasil merece estar com uma classificação de risco "A"
publicado: 29/05/2015 00h00 última modificação: 11/06/2015 18h16
Foto: Antônio Batalha

Foto: Antônio Batalha

“O Brasil venceu muitas etapas e agora é hora de avanços estruturais”, afirmou hoje o Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, depois de participar de evento com empresários na Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan).

Para Levy, “a reforma tributária é um tema fundamental para garantir a nova fase de crescimento”. Segundo ele, o governo está trabalhando dia e noite para mudar a estrutura do PIS/COFINS.

Sobre a reforma do ICMS, o ministro disse que o modelo de guerra fiscal se esgotou e que o consenso no Senado e com governadores sobre a alíquota no destino está próximo. “A reforma do ICMS é importante para destravar o investimento”, completou.

Levy ressaltou ainda que o “Governo tem uma agenda de concessões muito forte, especialmente na área de logística”. ”Temos de aproveitar o momento de transformação para pensar que país queremos no futuro”, reforçou.

De acordo com Levy, o realinhamento de preços é um passo fundamental para melhorar a produtividade. “Em uma economia livre, incentivo de preço é o mais importante para o empresário”. Além disso, a competitividade mais elevada deve dar ao Brasil maior peso no mercado externo, disse.

As agências de classificação de risco deram um voto de confiança bastante forte ao país, segundo Levy. O ministro destacou ainda a importância de se perseguir uma nota de crédito triplo A: “O Brasil deve e merece estar com um rating A, não B, ou BB, ou algo desse tipo”.

O ministro Joaquim Levy participou, nesta sexta-feira (29/05), de seminário promovido pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN), em comemoração ao Dia da Indústria.

Ouça o áudio da entrevista coletiva para a imprensa: