Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > Junho > Levy: É preciso estar preparado para entrar na OCDE

Notícias

Levy: É preciso estar preparado para entrar na OCDE

Acordo aumenta participação do Brasil nos comitês da Organização
publicado: 03/06/2015 00h00 última modificação: 12/06/2015 15h42
Foto: Agência Brasil

Foto: Agência Brasil

O Brasil assinou nesta quarta-feira (3/06), em Paris, um acordo com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que aumentará a participação do país nos comitês da instituição.

O Ministro da Fazenda, Joaquim Levy, ponderou que “é preciso estar preparado para entrar na OCDE”: “Isso envolve uma série de compromissos que temos que avaliar e eventualmente negociar. Não é uma coisa que se faz de improviso”.

Segundo Levy, contudo, “é importante participarmos de decisões que vão afetar a nossa vida. E esse é o objetivo de estarmos presentes na OCDE”. Para Levy, “o Brasil é uma economia que tem muitas vantagens e deve competir para ganhar”.

O ministro enfatizou que o organismo “é um lugar em que as administrações públicas dos diversos países trocam experiências e informações, o que melhora o setor público”. “Todo mundo quer ver melhora da qualidade do gasto, melhora na atuação do governo e a participação na OCDE também é uma maneira de fazer isso”, afirmou em Paris.

O Brasil não é membro da Organização, mas é considerado como parceiro-chave, o que lhe permite participar de Comitês e de áreas de trabalho.