Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > Junho > “Precisamos repensar o país, sair da retórica e enfrentar algumas realidades”, diz Levy

Notícias

“Precisamos repensar o país, sair da retórica e enfrentar algumas realidades”, diz Levy

Para ministro, confiança do setor privado só aumenta se mostrarmos que somos capazes de enfrentar os desafios fiscais
publicado: 12/06/2015 00h00 última modificação: 15/06/2015 17h01
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O Ministro da Fazenda Joaquim Levy defendeu a necessidade de “repensar o país, sair da retórica e enfrentar algumas realidades”. O ministro participou de evento com empresários, nesta sexta-feira (12), em São Paulo, em que reafirmou a importância do ajuste fiscal. Para Levy, “a confiança do setor privado só aumenta se mostrarmos que somos capazes de enfrentar os desafios fiscais”.

Levy disse que o Congresso tem respondido positivamente a alguns desses desafios e que o Governo “colheu vitórias”. “Estamos tentando o possível para fazer a meta que a gente se propôs, de 1,2% do PIB. Para isso, precisamos olhar efetividade os gastos, senão a alternativa é sair aumentando impostos”, completou.

De acordo com Levy, a desoneração da folha de pagamentos custa 0,5% do PIB, “muito alto para uma política que não traz resultados detectáveis”. Segundo ele, “a desoneração sobre a contribuição patronal não se traduziu em mais emprego no geral, apenas em aumento da margem das empresas desoneradas”.

O ministro afirmou que o risco do rebaixamento não foi eliminado, “precisamos ficar atentos”. “Com o avanço do ajuste, ainda que modesto, afastamos o risco de downgrade”, disse.