Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > Julho > Fazenda atualiza parâmetros de cálculo da Taxa Interna de Retorno para próximos leilões de rodovias

Notícias

Fazenda atualiza parâmetros de cálculo da Taxa Interna de Retorno para próximos leilões de rodovias

Nota à imprensa

Custo médio ponderado de capital (WACC) foi ajustado para 9,2% a.a.
publicado: 10/07/2015 00h00 última modificação: 05/05/2016 16h35

O Ministério da Fazenda atualizou os parâmetros balizadores de cálculo da Taxa Interna de Retorno (TIR) de referência para os próximos leilões das concessões federais de rodovias. Com base nessas atualizações, obteve-se o valor de 9,2% ao ano para o custo médio ponderado de capital (Weighted Average Cost of Capital - WACC).

O WACC será utilizado como a taxa de desconto para o cálculo da tarifa máxima dos próximos leilões em rodovias.  O valor não corresponde à taxa efetiva de retorno do investimento – que depende, em última instância, das características intrínsecas à concessão, ao acionista e à estrutura de capital. O resultado mais provável será uma TIR efetiva do projeto diferente do valor acima apresentado.

O presente cálculo manteve a metodologia descrita na Nota Técnica 64 STN/SEAE/MF, de maio de 2007, e já conhecida pelos entes envolvidos no processo e pelas autoridades de controle. Os seguintes parâmetros foram atualizados:

- Taxa Livre de Risco: média de janeiro/1995 a maio/2015 da remuneração nominal dos Títulos do Tesouro norte-americano;

- Prêmio de risco de mercado: média de janeiro/1995 a maio/2015 Standard & Poor’s 500, acima da taxa livre de risco;

- Prêmio de Risco Brasil: mediana de janeiro/1995 a maio/2015 do EMBI+;

- Taxa de inflação norte-americana: média de janeiro/1995 a maio/2015 do Consumer Price Index (CPI).

Os cálculos do WACC envolvem escolhas difíceis entre simplicidade e rigor; e subjetividade e transparência. Assim, não é incomum que as metodologias e os dados utilizados pelos diferentes agentes difiram em alguma medida. Por isso, estimativas de WACCs calculadas por diferentes agentes dificilmente serão exatamente iguais, o que é ainda outro fator de diversidade nos lances dos leilões.

Os trechos rodoviários previstos a serem leiloados em 2015 no contexto do Segundo Programa de Investimento em Logística (PlL) são:

  • BR-476/153/282/480/PR/SC
  • BR-364/060/GO/MT
  • BR-364/GO/MG
  • BR-163/MT/PA