Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > Fevereiro > Dívida pública federal caiu 2,09% em janeiro para R$ 2,24 trilhões

General

Dívida pública federal caiu 2,09% em janeiro para R$ 2,24 trilhões

Resgate líquido de R$ 69,95 bilhões no mês se deve a sazonalidade
publicado: 26/02/2015 14h35 última modificação: 26/05/2015 16h49

O estoque da Dívida Pública Federal diminuiu em janeiro, passando de R$ 2,29 trilhões (registrados em dezembro de 2014) para R$ 2,24 trilhões. O relatório foi divulgado nesta quinta-feira (26) pela Secretaria do Tesouro Nacional.

 

Em janeiro, as emissões da DPF corresponderam a R$ 52,88 bilhões, enquanto os resgates totalizaram R$ 122,83 bilhões, resultando em um resgate líquido de R$ 69,95 bilhões, sendo R$ 21,93 bilhões referentes à apropriação positiva de juros.

 

Para o coordenador de Operações da Dívida Pública, José Franco Medeiros de Moraes, a redução da dívida se deve a um movimento sazonal. “Há uma sazonalidade no perfil de maturação dos títulos da dívida pública. Em geral, nos meses de janeiro ocorrem resgates líquidos”, afirmou.

 

Ainda que o estoque tenha ficado abaixo do mínimo estabelecido pelo Plano Anual de Financiamento (PAF), em janeiro, José Franco reafirmou o objetivo de atingir a meta. “A ideia é terminar o ano dentro do intervalo do PAF”, reforçou.

 

A Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) registrada em janeiro foi menor em 2,09% em relação a dezembro, passando de R$ 2,18 trilhões para R$ 2,13 trilhões em dezembro do ano passado. A Dívida Pública Federal externa (DPFe) também caiu em janeiro, de R$ 112,2 bilhões, em dezembro, para R$ 109,9 bilhões.

 

Perfil

 

A participação de investidores estrangeiros na dívida interna brasileira aumentou para 20,21% em janeiro contra 18,64%, em dezembro, somando R$ 432 bilhões. De acordo com José Franco, isso se deve a um retorno da posição de administradores de ativos estrangeiros que preferem terminar o ano com baixa exposição a outras moedas.

 

Em relação à composição da DPF, em janeiro, os papéis prefixados diminuíram sua participação de 41,58% para 39,01%, devido ao maior volume de vencimentos deste tipo de título. “Em janeiro, como há um vencimento grande de prefixados, ocorre esse efeito. Mas é uma sazonalidade”, explicou.

 

O prazo médio de vencimento da DPF subiu de 4,42 anos, verificado em dezembro de 2014, para 4,59 anos, em janeiro.

 

Tesouro Direto

 

O estoque do programa Tesouro Direto alcançou, em janeiro, R$ 15,3 bilhões, variação de 0,6% em relação a dezembro de 2014, e o tipo de papel com maior representação nesse estoque são as NTN-B Principal, que correspondem a 43,4% do total.

 

As emissões do Tesouro Direto atingiram R$ 645,7 milhões no mês passado. Os títulos mais demandados pelos investidores foram os remunerados por índice de preços, que responderam por 36,52% do montante vendido. Em relação ao número de investidores, 9.218 novos participantes se cadastraram no Tesouro Direto em janeiro.