Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2013 > maio > Para Fazenda, IBC-Br do primeiro trimestre foi muito bom

General

Para Fazenda, IBC-Br do primeiro trimestre foi muito bom

“Essa previsão é um excelente sinal, pois significa que a economia está avançando próxima de 4%”, explicou Mantega
publicado: 16/05/2013 13h45 última modificação: 26/05/2015 16h49

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou, nesta quinta-feira (16/05), que a inflação começou a ceder e que os preços vão continuar caindo nos próximos meses, principalmente para os alimentos. “Estamos no caminho certo. A inflação vai cair nos próximos meses”, ressaltou.

O ministro citou o resultado do Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) – que desacelerou de 0,45% para 0,38% na segunda semana de maio – como um dos dados que comprovam o arrefecimento da inflação. “O mais importante é que a inflação está caindo. O IPC-S dessa semana mostra que o custo dos alimentos está cedendo e isso é muito bom, porque vai eliminar um problema que nós vivemos nas últimas semanas”, disse.

Para Guido Mantega, a nova safra vai contribuir para a queda no preço dos alimentos, que nos últimos meses puxou para cima o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

 

IBC-Br

Guido Mantega declarou que o resultado do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) foi muito bom, com aumento de 1,05% no primeiro trimestre. “O que nós temos é uma previsão, para o primeiro trimestre, de 1,05%. Se isso de fato aconteceu, é um excelente sinal, pois significa que a economia está avançando próxima de 4%”, explicou.

O ministro assegurou que o mais importante é a qualidade do crescimento, capitaneado pelo investimento e pela indústria de transformação. “O crescimento não está sendo puxado pelo consumo, que acelerou 4,5% em relação a igual período do ano passado, o que é bom. Mas quem mais está liderando o processo neste momento é o investimento e a indústria”, defendeu.

 

Minha Casa, Minha Vida

O ministro foi questionado pelos jornalistas sobre os temas a serem tratados com os ministros do Planejamento, Miriam Belchior, e das Cidades, Aguinaldo Ribeiro. Mantega disse que iria discutir os detalhes da proposta que prevê criar um cartão – para a aquisição de eletrodomésticos – destinado aos beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida. De acordo com o ministro, ainda serão definidas as regras de funcionamento e as modalidades do programa.