Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2013 > maio > “Crescemos mais do que boa parte dos países”, diz Mantega

General

“Crescemos mais do que boa parte dos países”, diz Mantega

Ministro afirma que setores como a agropecuária e a indústria de transformação dão sinais positivos mesmo com a crise internacional
publicado: 29/05/2013 15h50 última modificação: 26/05/2015 16h49

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta quarta-feira que a economia brasileira está sendo puxada pelos investimentos, que serão o carro-chefe do crescimento. O comentário foi feito durante entrevista coletiva sobre o resultado do PIB (Produto Interno Bruto) do primeiro trimestre deste ano, que cresceu 0,6% em relação ao 4º trimestre de 2012.

“É importante ressaltar a melhora na qualidade do crescimento neste primeiro trimestre, que foi puxado sobretudo pelos investimentos”, afirmou.

Mantega destacou que o resultado mostra que os estímulos dados pelo governo para o investimento desde 2011 vêm surtindo efeito. “O investimento deixou para trás o consumo, que cresceu menos neste primeiro trimestre”, disse.

O ministro apontou ainda que o que sustentou a demanda no primeiro trimestre do ano foi a formação bruta de capital fixo, que teve alta de 4,6%.

“A boa notícia é que uma parte das importações foi de bens de capital, para ajudar no aumento dos investimentos”, afirmou. “E ainda não entraram em ação as concessões, que irão elevar muito os investimentos no país”, completou.

 

AGROPECUÁRIA E INDÚSTRIA

O ministro considerou “excepcional” o crescimento de 9,7% da agropecuária no 1º trimestre, o setor que teve maior destaque segundo os dados divulgados pelo IBGE.

“Esse crescimento se deveu sobretudo à recuperação em relação à seca do ano passado e a um aumento da produtividade da agropecuária brasileira.”

A indústria teve queda de 0,3%, puxada pela indústria extrativa mineral. Em compensação, a indústria de transformação teve crescimento de 0,3%.

“A indústria extrativa responde mais ao mercado internacional, à queda de preço dos produtos minerais e à diminuição do volume exportado”, esclareceu Mantega. “Já a indústria de transformação responde mais ao mercado interno, portanto ela está em uma trajetória de recuperação”, completou.

Saiba mais em: “Não haverá aumento de tarifas de energia elétrica”, diz ministro.