Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2013 > junho > Mantega diz que governo tem feito desonerações do transporte

General

Mantega diz que governo tem feito desonerações do transporte

Tributos mais salgados já foram diminuídos e medidas possibilitam redução das tarifas do transporte coletivo em até 10%
publicado: 19/06/2013 16h25 última modificação: 26/05/2015 16h49

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, destacou durante entrevista coletiva nesta quarta-feira (19) que o governo federal tem trabalhado na desoneração de tributos que incidem sobre tarifas do transporte público e, assim, podem ser reduzidas beneficiando a população.

“Primeiro desoneramos a folha de pagamento para o setor, depois retiramos PIS e Cofins sobre as passagens. Além disso, zeramos a CIDE (Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico) sobre o diesel”, ressaltou Mantega, após reunião com parlamentares, quando foi discutido o projeto de lei que desonera o setor de transporte público e está em tramitação no Congresso Nacional.

Mantega afirmou que a União tem feito desonerações “o tempo todo” e que em vários estados as tarifas do transporte público não sobem há alguns anos por causa dos subsídios do governo federal. “Nos últimos dois anos, o que mais fizemos foi reduzir tributos. Não estão previstas novas desonerações além das que já fizemos”, disse.

De acordo com o ministro, a retirada das alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) permite uma economia de cerca de 10% nas tarifas metroviárias e de quase 7,5% no caso de transporte a combustível, como ônibus.

O ministro lembrou também que a redução do custo da energia elétrica permite uma diminuição das tarifas de transportes como metrôs e trens e que o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para a venda de ônibus foi zerada recentemente. “Tributos federais ainda existem, mas considero que os principais, os mais salgados da conta, foram reduzidos”, declarou.