Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2013 > janeiro > Divisão dos recursos do FPE está na lista de prioridades do governo, diz ministro interino

General

Divisão dos recursos do FPE está na lista de prioridades do governo, diz ministro interino

Nelson Barbosa teve audiência com o presidente do STF para tratar sobre o fundo de participação
publicado: 07/01/2013 09h00 última modificação: 26/05/2015 16h49

O ministro interino da Fazenda, Nelson Barbosa, afirmou nesta segunda-feira (7/1) que o governo está avaliando o quadro para decidir qual será a atuação da União enquanto o Congresso não aprova uma nova divisão do Fundo de Participação dos Estados (FPE). A legislação que definia os critérios de distribuição do fundo vigorou até 31/12/2012. Em 2010, o Supremo Tribunal Federal declarou a regra inconstitucional.

“Nós estamos avaliando a situação e vamos tomar uma decisão até o dia 10”, afirmou o ministro interino, após sair de um encontro com o presidente STF, ministro Joaquim Barbosa. 

“A maioria dos Estados brasileiros tem nessa fonte de recursos uma importante parcela de sua receita total”, ressaltou Barbosa. “Tendo em vista que o Congresso não aprovou a tempo uma mudança na divisão do FPE, isso cria um impasse, não há dúvida. A União veio apresentar o problema ao Supremo Tribunal Federal e a importância econômica desse problema”, complementou. 

 

PRIORIDADE 

De acordo com Barbosa, a divisão dos recursos do FPE está na lista de prioridades do governo. “Nós esperamos que uma nova proposta seja aprovada ao longo do primeiro trimestre junto com as demais iniciativas federativas que o governo submeteu ao Congresso, que incluem uma reforma do ICMS e uma redução na dívida dos Estados e municípios”, disse. 

Segundo ministro interino, todos esses assuntos vêm sendo debatidos na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, que chegou a discutir uma proposta de nova divisão do FPE com regras de transição graduais. “Infelizmente, não foi possível aprová-la no ano passado”, ressaltou Barbosa.