Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2013 > agosto > Nota à imprensa

General

Nota à imprensa

MINISTÉRIO DA FAZENDA | GABINETE DO MINISTRO | ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
publicado: 07/08/2013 16h05 última modificação: 26/05/2015 16h49

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, recebeu hoje o diretor brasileiro no Fundo Monetário Internacional (FMI), Paulo Nogueira Batista Jr. Na condição de governador do Brasil no FMI, o ministro ouviu as explicações sobre o posicionamento do diretor executivo quanto à liberação de recursos para a Grécia, no âmbito do acordo daquele país com o Fundo.

O ministro reitera que houve um problema de comunicação sobre a decisão tomada pelo diretor executivo de se abster na votação e que o governo brasileiro é favorável à liberação das tranches do programa grego. Frequentemente, os diretores executivos do FMI têm de tomar diversas decisões por semana e nem sempre é possível a consulta ao governador do FMI, no caso do Brasil o ministro da Fazenda. O entendimento é de que, em questões de maior importância, a consulta é necessária e imprescindível. Vale ressaltar, entretanto, que a abstenção não tem qualquer efeito prático no desembolso em questão, dado que esse tipo de liberação é aprovado pela Diretoria Executiva por maioria simples dos votos ponderados e um diretor que se abstém sai da base de cálculo para cômputo da maioria requerida.

Por outro lado, ambos avaliaram que os programas de resgate à Grécia e outros países da periferia da área do euro precisam ser revistos e aperfeiçoados de modo a dar melhores condições de recuperação a esses países.

Paulo Nogueira tem tido uma atuação relevante na diretoria executiva do FMI, desde a sua nomeação, em 2007. Ele tem sido diligente e atuado em sintonia com o governo brasileiro e conta, como sempre contou, com o respaldo político do ministro da Fazenda e governador do Brasil no Fundo para exercer, e continuar exercendo, suas responsabilidades como diretor executivo do FMI.