Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2011 > agosto > DPMFi recua mais de 4% e atinge R$ 1,659 bilhão no mês

General

DPMFi recua mais de 4% e atinge R$ 1,659 bilhão no mês

publicado: 22/08/2011 00h00 última modificação: 26/05/2015 16h50
Conteúdo multimídia

 

22/08/2011

 

Dívida Pública

DPMFi recua mais de 4% e atinge R$ 1,659 bilhão no mês
Tesouro estima que volatilidade dos mercados internacionais não afeta confiança do investidor na solidez da economia brasileira

O estoque da Dívida Pública Federal (DPF) caiu 3,93% em julho em relação a junho deste ano, passando de R$ 1,805 bilhão para R$ 1,734 bilhão. Segundo o coordenador-geral de Operações da Dívida Pública, Fernando Garrido, essa queda era esperada devido à concentração de vencimentos, em torno de R$ 127 bilhões em julho.

Os dados do divulgados nesta segunda-feira (22/08) mostram ainda uma queda na Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) de 4,03%, indo de R$ 1,729 bilhão para R$ 1,659 bilhão. Já com relação à Dívida Pública Federal externa (DPFe), a redução foi de 1,76%.

No período de referência, as emissões de títulos da DPMFi alcançaram R$ 40,95 bilhões. Desse total, R$ 22,51 bilhões (54,97%) foram em títulos com remuneração prefixada; R$ 12,94 bilhões (31,61%) remunerados por índice de preços; e R$ 5,47 bilhões (13,37 %) em títulos indexados à taxa flutuante.

O total de resgates da DPMFi foi de R$ 124,74 bilhões, com R$ 120,69 bilhões referentes aos vencimentos do mês, dos quais R$ 104,86 bilhões relativos às Letras do Tesouro Nacional (LTN).

Outro destaque do relatório foi o aumento do número de investidores no Tesouro Direto em 28,2%, nos últimos 12 meses.  Apenas em julho, houve o registro de 5.604 novos participantes.

Desta forma, o total de investidores cadastrados desde o início do programa chegou a 252.729. “Esse incremento expressivo reflete o fato desse programa ser cada vez mais conhecido pelos investidores e o sucesso dele se deve ao fato de ser uma opção de investimento bastante segura e rentável”, explicou Fernando Garrido.

Composição – A parcela dos títulos com remuneração prefixada da DPF diminuiu de 38,13% em junho para 34,49% em julho. Já os títulos remunerados pela taxa flutuante tiveram sua participação ampliada, passando de 30,91% para 32,61%. Também, a participação dos títulos indexados a índices de preços aumentou de 26,96% para 28,77%.

Detentores – Em julho, a participação das instituições financeiras caiu de R$ 548,55 bilhões para R$ 495,76 bilhões. De acordo com Garrido, essa redução ocorreu porque as instituições financeiras carregavam bastante do papel de LTN que venceu em julho.

A participação dos não-residentes na DPMFi apresentou elevação em julho (de 11,11% para 11,64%). O estoque cresceu de R$ 192,14 bilhões para R$ 193,13 bilhões.

Perfil e custo – Os vencimentos da DPF para os próximos 12 meses cresceram, passando de 21,03% em junho para 21,79% em julho. O custo médio acumulado nos últimos doze meses da DPF cresceu aumentou em 0,12 p.p., passando de 11,89% a.a. em junho para 12,01% a.a. em julho.

Projeção agosto – Durante a apresentação do relatório de julho, o coordenador-geral de Operações da Dívida Pública fez projeção para agosto. Fernando Garrido disse que neste mês houve dias de muita volatilidade nos mercados internacionais, com quedas expressivas nas bolsas de valores.

“As datas dessa volatilidade coincidiram com os leilões da dívida e os leilões do Tesouro. Com isso, o Tesouro evitou sancionar prêmios maiores nos leilões da dívida”, ressaltou.

Garrido ainda observou que essa volatilidade ao longo das últimas semanas é reflexo da situação econômica dos Estados Unidos e da Europa. “Em relação ao Brasil, os investidores continuam com a confiança de que os fundamentos da economia brasileira são sólidos e por isso vai continuar com um bom desempenho ao longo dos próximos meses”.

Clique para acessar o Relatório Mensal da Dívida Pública Federal de julho.

Arquivo de áudio.Download do áudio da apresentação do relatório mensal da Dívida Pública.

Duração: 23m21s
Formato: MP3
Tamanho:
2,74Mb
Taxa de bits: 
16 kbps
Acervo: Ministério da Fazenda
Status
: Áudio sem edição

 

Arquivo de áudio.Download do áudio com os comentários finais do coordenador-geral de Operações da Dívida Pública, Fernando Garrido.

Duração: 3m38s
Formato: MP3
Tamanho:
0,43 Mb
Taxa de bits: 
16 kbps
Acervo: Ministério da Fazenda
Status
: Áudio sem edição