Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2009 > dezembro > Receita, Sefaz/SP e Polícia Militar deflagram nessa quarta operação que coíbe crimes praticados no comércio irregular

General

Receita, Sefaz/SP e Polícia Militar deflagram nessa quarta operação que coíbe crimes praticados no comércio irregular

publicado: 15/12/2009 23h00 última modificação: 26/05/2015 16h50
Notícias

16/12/2009

Receita, Sefaz/SP e Polícia Militar deflagram nessa quarta operação que coíbe crimes praticados no comércio irregular

 Receita Federal e Secretaria de Estado da Fazenda de São Paulo fiscalizam dez alvos na Capital, todos locais de comércio varejista com fortes indícios de descaminho e sonegação fiscal; 

Ação marca nova etapa de combate ao comércio irregular, de fiscalizações freqüentes em número reduzido de alvos, com abordagens à paisana e apoio do Comando do Policiamento da Capital; 

A partir dessa quarta-feira, a Receita Federal do Brasil RFB em conjunto com, a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz/SP), com apoio tático do Comando da Polícia Militar, dão início a nova estratégia de fiscalização de impacto em pontos de venda eletro-eletrônicos e artigos de informática, na capital paulista, a fim verificar a regularidade fiscal da entrada das mercadorias no estabelecimento e no país. A abordagem e início da fiscalização serão executados, de forma simultânea, por auditores-fiscais e agentes fiscais de renda, em trajes informais, tendo à retaguarda policiais à paisana. Somente após a abordagem, a força-tarefa de 80 fiscais e policiais militares fardados entrará em ação. 

Em uma região marcada por centenas de estabelecimentos comerciais, apenas 10 alvos foram pré-selecionados em ações de pesquisa e vigilância nos locais pelas equipes de inteligência fiscal dos dois órgãos. Os fiscais terão à sua disposição notebooks, com tecnologia de acesso à internet 3G, de modo a comprovar, no próprio estabelecimento, os dados cadastrais do lojista e a idoneidade de documentos fiscais. Todas as mercadorias sem cobertura de documentos fiscais, amparadas em notas fiscais frias, ou cuja entrada regular no país não fique comprovada serão apreendidas. Também podem ser alvo de apreensão computadores e outros documentos de interesse fiscal. 

A ação marca uma nova etapa da atuação dos dois órgãos, com apoio da Polícia Militar, no combate ao comércio irregular, com preferência à seleção de alvos em número reduzido, com execução freqüente e presença fiscal duradoura, em locais com fortes indícios de crimes de descaminho e sonegação fiscal. 


Informações adicionais: 

Serviço de Comunicação da Receita Federal do Brasil em São Paulo 
Tel. (11) 2113-2417/ 
Vitor Casimiro 
Secom/SRRF/08

 
Fonte: Receita Federal do Brasil - RFB