Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 1996 > Malan diz que superávit mostra tendência positiva no comércio externo

General

Malan diz que superávit mostra tendência positiva no comércio externo

publicado: 20/06/1996 00h00 última modificação: 26/05/2015 16h50
Notas Oficiais

20/06/1996

Malan diz que superávit mostra tendência positiva no comércio externo

O ministro da Fazenda, Pedro Malan, disse hoje (20/6) que o superávit comercial de US$ 268 milhões, registrado em maio, "representa um saldo expressivo, que vem mais do que compensar os resultados dos primeiros meses do ano, principalmente porque nesta mesma época do ano passado estávamos com um déficit acumulado superior a US$ 3 bilhões entre exportações e importações".

"Hoje estamos com as exportações crescendo mais de 10% enquanto as importações são ligeiramente declinantes", afirmou o ministro, em entrevista à Jovem Pan, ao fazer um balanço dos dois anos do Plano Real. O resultado de maio mostra que a economia brasileira segue no rumo certo também na área do comércio internacional.

O ministro Pedro Malan considerou da maior importância as medidas anunciadas ontem (19/6) pelo Governo, para estimular as exportações."Com isso podemos melhorar a competitividade dos produtos brasileiros no mercado internacional", observou o ministro, lembrando que são medidas no rumo de diminuir o custo Brasil, que onera nossas exportações.

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 268 milhões em maio, contrastando com o déficit de US$ 690 milhões em maio de 95. As exportações somaram US$ 4.506 milhões, representando um crescimento de 7,16% em relação ao mesmo período do ano passado. As importações totalizaram US$ 4.238 milhões, 13,42% menor que maio de 95.

No acumulado de janeiro a maio, as exportações atingiram o valor de US$19.079 milhões, o que representa 10,09% a mais do que no período janeiro/maio de 95. As importações alcançaram o total de US$ 19,048 milhões, 8,52% abaixo do montante acumulado em 1995. O saldo acumulado da balança, deficitário até abril em US$ 237 milhões, passou a consignar superávit de US$ 31 milhões.

Os setores de básicos e manufaturados registraram vendas recordes em maio. A receita desses setores chegou a US$ 1.273 milhões para os básicos e US$ 2.423 milhões para os manufaturados. O aumento em relação ao ano passado foi de 13,56% e 8,27% respectivamente. As vendas de manufaturados representaram 56,83% da empansão das exportações, no comparativo janeiro/maio de 95/96.

As exportações mais elevadas seguiram para a Ásia, União Européia e Estados Unidos. A ALADI foi o bloco econômico que mais importou produtos manufaturados brasileiros nos cinco primeiros meses de 96. O Mercosul foi responsável por 22,46% das importações.

 

Ministério da Fazenda Esplanada dos Ministérios - Bloco P - 70048-900 - Brasília - DF - Pabx: (61)412-2000/3000 - Fax: (061)226-9084