Tesouro Direto

publicado 05/04/2016 12h05, última modificação 01/02/2017 13h44

Descrição

Desenvolvido pelo Tesouro Nacional em parceria com a BM&FBOVESPA, é um programa de venda de títulos públicos a pessoas físicas. 

Para adquirir títulos públicos no Tesouro Direto, o investidor deve primeiramente se cadastrar em um agente de custódia habilitado (bancos e corretoras), conforme lista disponível no sítio do Tesouro Direto, e aguardar o recebimento de senha para realizar as negociações diretamente na internet, sem a necessidade de intermediação.

Usuário

Pessoa física.

Canais de acesso

Pela internet: site de um agente de custódia e site www.tesourodireto.gov.br, caso já tenha cadastro em agente de custódia

Requisitos para obter o serviço

Estão aptos a adquirir títulos públicos no Tesouro Direto os investidores que possuam Cadastro de Pessoa Física (CPF) e tenham conta corrente em alguma instituição financeira.

Prazo

Após a confirmação da compra do título, por investimento tradicional ou programado, o sistema do Tesouro Direto informará a data limite para que os recursos necessários referentes à aquisição estejam disponíveis na conta da instituição financeira.

Você deverá entrar em contato com a sua instituição financeira para saber os dados da conta na qual irá depositar o dinheiro.

Caso você seja cadastrado em uma instituição financeira integrada ao sistema do Tesouro Direto e realize a compra no site da própria instituição, consulte-a para se informar sobre a data de depósito dos recursos.

Linha azul para separação/organização de conteúdo