Marcílio Marques Moreira

publicado 24/04/2015 11h32, última modificação 17/05/2017 16h04
MARCÍLIO MARQUES MOREIRA
* Rio de Janeiro (RJ) 25.11.1931

Ministro de Estado da Fazenda

Marcílio Marques Moreira

Filho de Mário Moreira da Silva e Noemia de Azevedo Marques Moreira da Silva nasceu no Rio de Janeiro em 1931 e cursou o primário e secundário em Viena Budapest Rio de Janeiro e Berna. Completou em 1954 o curso de Preparação à Carreira de Diplomata do Instituto Rio Branco e em 1957 e de Bacharel em Direito da Universidade do Estado do Rio  de Janeiro (UERJ).

De 1957 a 1961 serviu como Secretário na Embaixada do Brasil em Washington onde exerceu também as funções de Diretor temporário do Fundo Monetário Internacional e do Banco Interamericano de Desenvolvimento. Em 1963 concluiu Mestrado em Ciência Política na Universidade de Georgetown com tese sobre "Aspectos Sociais e Políticos do Desenvolvimento".

Foi assessor do Ministro da Fazenda na gestão Santiago Dantas (1963) e até fins de 1965 Assessor-Geral de Operações Internacionais do BNDE. Ao iniciar-se o Governo Negrão de Lima assumiu a Vice-Presidência da Companhia Progresso do Estado da Guanabara - COPEG e a partir do início de 1968 à Presidência Companhia de Desenvolvimento das Comunidades - CODESCO empresa estadual dedicada a urbanização de favelas que ajudara a fundar.

No final daquele ano licenciou-se do serviço público sendo eleito Vice-Presidente do conglomerado UNIBANCO função que exerceu até 1983 quando passou a integrar o Conselho de Administração do mesmo grupo financeiro. De 1968 a 1971 foi Diretor Financeiro do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e de 1974 a 1980 membro do conselho do BNDE.

Exerceu em 1986 o cargo de Embaixador do Brasil junto ao governo dos Estados Unidos da América. Marcílio iniciou-se no magistério universitário em 1956 como Professor de Direito Internacional na Universidade Cândido Mendes. Em 1964 lecionou na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC) e em 1975 na UERJ (Ciência Política) onde também exerceu entre outros os cargos de Diretor do Centro de Ciências Sociais.

É membro honorário do conselho Universitário da PUC e efetivo do Conselho de Administração da Universidade Católica de Petrópolis e do IBAM entre outras instituições de caráter acadêmico e cultural no Brasil e nos Estados Unidos Colaborou com artigos para jornais e revistas e regularmente pronuncia conferências sobre temas econômicos e políticos no Brasil e nos Estados Unidos.

Publicou em 1971 pela Tempo Brasileiro Indicações para o Projeto Brasileiro; em 1980 pela mesma editora Poder Liberdade e Desenvolvimento:

Indicações para o Debate Brasileiro e em 1981 de Maquiável a San Tiago pela Universidade de Brasília. Escreveu para essa editor a apresentação a 3ª edição de D.Quixote:

Um Apólogo da Alma Ocidental de San Tiago. Em 1983 a Câmara dos Deputados publicou o Perfil Parlamentar de San Tiago Dantas cuja organização e introdução foi de sua responsabilidade.

O Twentieth Century Fund de Nova York publicou monografia sua sob o título The Brazilian Quandary em 1986.

Voltar