Karlos Heinz Rischbieter

publicado 24/04/2015 11h32, última modificação 17/05/2017 16h30
KARLOS HEINZ RISCHBIETER
* Blumenau (SC) 24.10.1927
† Curitiba (PR) 17.10.2013

Ministros de Estado da Fazenda

Karlos Heinz Rischbieter

Engenheiro Civil formado pela Universidade Federal do Paraná. Iniciou sua carreira pública como Diretor da Companhia de Desenvolvimento do Paraná (CODEPAR) hoje Banco do Desenvolvimento do Paraná (BADEP) onde trabalhou de 1962 a 1965 tendo sido mais tarde seu Presidente.

Foi Assessor do Presidente do Instituto Brasileiro do Café (IBC) no Rio de Janeiro assumindo em seguida a Chefia do Instituto em Hamburgo na Alemanha de 1965 a 1967 período em que acumulava o cargo de Membro do Conselho Consultivo de Planejamento do Ministério do Planejamento.

De 1968 a 1971 foi Diretor-Gerente da Paraná Comércio e Administração S/A e Diretor da PAFISA - S/A Crédito Financiamento e Investimento. Voltou ao setor público em 1972 como Presidente do BADEP. Em 1974 foi nomeado Presidente da Caixa Econômica Federal no Governo do Presidente Ernesto Geisel e como tal foi Representante do Brasil no 2º Encontro Econômico Brasil/Alemanha tendo apresentado trabalho intitulado "Desenvolver o Brasil; um desafio não só para brasileiros" (edição bilingüe em alemão e português).

Em 1977 assumiu a Presidência do Banco do Brasil e em 1978 foi Presidente da Associação Latino-Americana de Instítuições Financeiras de Desenvolvimento (ALIDE). Em 1979 ocupou a pasta da Fazenda permanecendo até 1980 quando se incompatibilizando pediu sua demissão.

Na sua gestão entre outros atos destacam-se os seguintes: instituição da Câmara Superior de Recursos Fiscais; o que suprimiu a incidência do Imposto de Renda na fonte sobre o 13º salário (Dec.-Lei nº 1.695 de 18.09.1979); o que transferiu o CIP (Conselho InterministeriaI de Preços) para a Secretaria de Planejamento;

O da criação da Secretaria Executiva do CONCEX; o referente à transferência do CONCEX (Conselho Nacional de Comércio Exterior) do Ministério da Indústria e do Comércio para o Ministério da Fazenda; extinção do registro de letras de câmbio e notas promissórias, Dec. Lei nº 1.700 de 18.10.1979; o que dispõe sobre a obrigatoriedade do recolhimento antecipado pelas pessoas físicas do imposto de renda surgindo então a idéia do "Carnê Leão", Dec. Lei nº 1.705 de 23.10.79. Atualmente é Presidente do Conselho de Administração da Volvo do Brasil Motores e Veículos S/A (Curitiba-PR).

Na sua bibliografia destaca-se o seguinte:

- A política monetária e o sistema financeiro no atual contexto inflacionário.   Brasília ESAF 1979. Discurso

- O BID e a realidade Latino-Americana. Brasilia ESAF 1980. Discurso

- Diretrizes e metas da política financeira e tributária do governo. Brasília   ESAF 1980. Discurso

- A importância das micro-empresas no desenvolvimento econômico e social.   Brasília ESAF 1980. Discurso

Voltar