Eugenio Gudin

publicado 24/04/2015 11h32, última modificação 10/06/2016 10h36
EUGENIO GUDIN
* Rio de Janeiro (RJ) 12.07.1886 
† Rio de Janeiro (RJ) 24.10.1986

Ministros de Estado da Fazenda

Eugenio Gudin

Engenheiro Civil pela Escola Politécnica do Rio de Janeiro (1905). Professor da Universidade do Brasil Membro da Comissão de Estudos Financeiros e Econômicos para Estados e Municípios da Comissão de Planejamento Econômico da Caixa de Mobilização Bancária do Banco do Brasil da Comissão de Reconstrução Econômica Financeira do Conselho Técnico de Economia e Finanças da Academia Nacional de Montevidéu da Royal Economíc Socíety e Membro da Diretoria (1956) e Vice-Presidente (1959) da International Economic Association; Governador do Brasil junto ao Fundo Monetário Internacional no período de 1951 a 1956 e Delegado do Brasil à Conferência Monetária Internacional de Bretton Woods.

Criou na sua administração no Ministério da Fazenda o Imposto sobre Energia Elétrica quando instituído o Fundo Federal de Eletrificação e introduziu o sistema de desconto na fonte do imposto incidente sobre os rendimentos do trabalho assalariado.

Atuou como Engenheiro na construção de Ribeirão das Lages nas obras do Rio Carioca do abastecimento d'água do Rio de Janeiro da Exposição Nacional de 1908 e várias outras obras tais como na Construção da grande represa do Acarape no Ceará.

Foi Presidente da Associação das Estradas de Ferro do Brasil da Companhia Paulista de Força e Luz e da Sociedade Brasileira de Economia Política. Doutor Honorís Causa pela Universidade de Dijon e pela Universidade da Bahia (1957) recebeu também Diploma de Doutor Causa da Escola Superior de Guerra (1978) Professor da Universidade do Brasil (1957).

Sócio honorário da American Economic Associatíon.

Homem Global (1973) e Homem Visão (1974).

 Escreveu inúmeros artigos para jornais publicou conferências e estudos em revistas técnicas sendo que na sua bibliografia destaca-se o seguinte:

- Câmbio e café - 1934

- Capitalismo e sua evolução - 1935.

- Princípios de economia monetária - 1943. 7ª ed. rev. em 1970. 2v.1

- Para um mundo melhor. Ed. de 1943 e 1970.

- Ensaios - 1944.

- Rumos de política econômica - 1945.

- Inflação crédito e desenvolvimento econômico - 1956.

- Análises de problemas brasileiros - 1965.

- Para um Brasil melhor - 1969.

- Vem redigindo artigos para o Jornal 0 Globo Rio de Janeiro.

Linha azul para separação/organização de conteúdo