José Ignácio Borges

publicado 03/05/2015 15h48, última modificação 09/06/2016 10h30
JOSÉ IGNÁCIO BORGES
* RECIFE-PE – Séc. XVIII 
† 06.12.1838

Ministro de Estado da Fazenda

José Ignácio Borges

Ingressou na carreira militar, reformando-se no posto Marechal-de-Campo. Senador pela Província de Pernambuco; pertenceu ao Conselho do Imperador.

No período de 1816 a 1817 presidiu a Província do Rio Grande do Note e, em 1831, com a organização da Regência Provisória, ocupou o cargo de Ministro da Fazenda, quando a situação econômico-financeira do País era desanimadora.

Propôs ao Parlamento a suspensão do serviço da dívida externa por cinco anos, o que recusaram. Na sua administração derrogaram-se as leis que proibiam a saída da moeda de cobre do Rio de Janeiro e da Bahia. Na Regência de Feijó exerceu, em 1835, a pasta do Império e, interinamente, a dos Estrangeiros.

Na sua bibliografia destaca-se o seguinte:

- Relatório da Repartição dos Negócios do Império.

Rio de Janeiro, 1836.

Linha azul para separação/organização de conteúdo