Antonio Paulino Limpo de Abreu

publicado 03/05/2015 15h48, última modificação 09/06/2016 11h16
ANTONIO PAULINO LIMPO DE ABREU
* Lisboa – Portugal - 22.09.1798 
† Rio de Janeiro - RJ  – 14.09.1883

Ministros de Estado da Fazenda

Antonio Paulino Limpo de Abreu

Visconde de Abaeté

Graduado em Direito pela Universidade de Coimbra em 1820. Foi Grande do Império; Conselheiro de Estado; Sócio do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Exerceu diversos cargos de magistratura, tendo sido decisivo para a sua carreira pública a nomeação para Juiz em Minas Gerais.

Foi Desembargador da Relação da Bahia, da Relação do Rio de Janeiro; Ministro Adjunto do Conselho Supremo Militar e do Supremo Tribunal de Justiça; Presidente de Minas Gerais. Durante a Regência de Feijó tornou-se um de seus principais auxiliares, ocupou as pastas do Império, da Justiça e dos Estrangeiros em diversos períodos.

Em 1848, foi convidado para Ministro da Fazenda, cargo que voltou a ocupar em 1855. Sendo curta a sua permanência como gestor das finanças, limitou-se à expedição de ordens e ao despacho do expediente. Senador por Minas Gerais (1847); foi Presidente do Senado por muitos anos. Aposentou-se como Ministro do Supremo Tribunal; cargo que ocupou de 1846 a 1848.

Enviado Extraordinário e Ministro Plenipotenciário na Missão Especial do Rio da Prata em 1856. Assumiu a Presidência do Conselho e a pasta da Marinha em 1858. Foi Ministro em seis Gabinetes.

Bibliografia:
- Proposta e relatório apresentados à Assembléia Geral Legislativa na 1ª sessão da 7ª legislatura.

- Rio de Janeiro, Tipografia Nacional, 1848.

Linha azul para separação/organização de conteúdo