Manoel Jacintho Nogueira da Gama

publicado 22/05/2015 11h24, última modificação 10/06/2016 16h39
MANOEL JACINTHO NOGUEIRA DA GAMA
* São João Del Rei-MG - 08.09.1765 
† Rio de Janeiro - 15.02.1847

Ministros de Estado da Fazenda

Manoel Jacintho Nogueira da Gama

Marquês de Baependi

Formado em Filosofia e Matemática pela Universidade de Coimbra. Marechal-de-Campo reformado; pertenceu ao Conselho do Imperador; Conselheiro de Estado. Nomeado em 1791 Lente Substituto de Matemática da Real Academia de Marinha de Lisboa, onde lecionou até 1801.

Após ser promovido a Capitão-de-Fragata foi transferido para o Corpo de Engenheiros em 1803. Ao ser criado o Erário Régio, em 1808, designaram-no para as funções de Escrivão, e nessa qualidade apresentou um plano sobre os melhoramentos exigidos para a cobrança de rendas e fiscalização da despesa, aprovado por D. João VI. Exerceu funções no Conselho de Fazenda e, em 1823, passou a Ministro da Fazenda e Presidente do Tesouro, demitindo-se do mesmo três três meses depois, não concordando com a dissolução da Assembléia Constituinte.

Ocupou a pasta da Fazenda novamente em 1826 e, após ter participado, como Ministro da Fazenda, no Gabinete dos Medalhões, em 1831, retirou-se da vida pública. Ao Marquês de Baependi coube a iniciativa de um projeto de criação do montepio geral para as famílias brasileiras. Senador pela Província de Minas Gerais, ocupando a Presidência em 1838.

Linha azul para separação/organização de conteúdo