Antonio Luiz Pereira da Cunha

publicado 22/05/2015 11h24, última modificação 10/06/2016 16h50
ANTONIO LUIZ PEREIRA DA CUNHA
* Bahia - 06.04.1760 
† Rio de Janeiro - 18.09.1837

Ministros de Estado da Fazenda

Antonio Luiz Pereira da Cunha

Marquês de Inhambupe de Cima

Formado em Direito e doutorado em Filosofia e Matemática pela Universidade de Coimbra. Exerceu sucessivamente os cargos de Juiz de Fora, Ouvidor de Comarca, Desembargador da Relação da Bahia, Desembargador da Relação do Porto e Desembargador da Casa de Suplicação de Lisboa; Deputado da Junta de Comércio, Agricultura, Fábricas e navegações; Fiscal das Mercês; Intendente Geral de Polícia.

Em 1826, aceitou a pasta dos Negócios Estrangeiros e por 24 horas respondeu também pela Fazenda. Assinou como Ministro dos Negócios Estrangeiros, o Tratado de 23 de novembro de 1826, ajustado com o governo inglês, para a extinção do comércio de escravos. Chamado em 1831 pelo Imperador para organizar o Ministério dos Medalhões, coube-lhe a pasta do Império.

Com a abdicação, foi exonerado, conservando-se Pereira da Cunha no cargo até a transmissão ao sucessor. Era Presidente do Senado por ocasião do seu falecimento.
Destaca-se na sua bibliografia o seguinte:
- Plano de melhoramento e fiscalização da alfândega do algodão. Recife, 12 jun. 1879. Como Presidente da Mesa Inspetora.

Linha azul para separação/organização de conteúdo