Plenário do Coaf

O plenário é composto pelo presidente do Coaf, nomeado pelo presidente da República, por indicação do ministro da Fazenda, e por 11 conselheiros designados em ato do ministro da Fazenda.

Os conselheiros devem ser servidores públicos de reputação ilibada e de reconhecida competência, integrantes do quadro de pessoal efetivo dos órgãos.

Botão Próximos dias 02Saiba mais sobre o Processo Administrativo Punitivo (PAP)


Agência Brasileira de Inteligência - ABIN
Gustavo Leal de Albuquerque
Banco Central do Brasil - BCB
Rafael Bezerra Ximenes de Vasconcelos
Comissão de Valores Mobiliários - CVM
Marcus Vinicius de Carvalho
Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União - CGU
Antônio Carlos Vasconcellos Nóbrega
Departamento de Polícia Federal - DPF
Márcio Adriano Anselmo
Ministério da Justiça - MJ
Luiz Roberto Ugaretti de Godoy
Ministério das Relações Exteriores - MRE
Gabriel Boff Moreira
Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional - PGFN
André Luiz Carneiro Ortegal
Secretaria da Receita Federal do Brasil - RFB
Gerson D’Agord Schaan
Superintendência de Seguros Privados - SUSEP
Gustavo da Silva Dias
Ministério da Fazenda - MF
Sérgio Djundi Taniguchi 


Participam também das sessões do conselho, na qualidade de convidados, sem direito a voto, representantes dos seguintes órgãos:

  • Advocacia-Geral da União (AGU), responsável pela assistência jurídica aos conselheiros;
  • Conselho Federal de Corretores de Imóveis (COFECI), responsável por regular o setor de promoção imobiliária;
  • Conselho Federal de Contabilidade (CFC), responsável por regular profissionais e organizações contábeis, quando no exercício de suas funções;
  • Secretaria de Assuntos Econômicos (SEAE), responsável por regular exploração de loterias;
  • Conselho Federal de Economia (COFECON), responsável por regular pessoas físicas e jurídicas que exploram atividades de economia e finanças;
  • Departamento de Registro Empresarial e Integração (DREI), responsável por regular as juntas comerciais.